Outubro Rosa: um toque pela sua vida.

25/10/2016

O Outubro Rosa ganha mais força a cada ano. Conheça o trabalho da Clínica Ariane Novello para apoiar este movimento.

 

Olá, senhoras e senhoritas! :)

Este artigo é feito de coração para todas vocês. Vamos tocar num assunto que muito nos interessa: a prevenção do câncer de mama. Você, certamente, já ouviu falar do Outubro Rosa, não é!?

Conheça detalhes sobre este movimento e veja dicas para saber como se prevenir do tipo cancerígeno que mais mata mulheres no mundo.

 

História: primeiras ações em apoio à causa

O Outubro Rosa é um movimento mundialmente conhecido por incentivar a conscientização pela prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. Surgiu em 1990, num evento chamado Corrida pela Cura, em Nova York, e ganhou força em 1997 nas cidades de Yuba e Lodi, também nos EUA, com a realização de atividades de conscientização e apoio.

No Brasil, a primeira iniciativa do Outubro Rosa aconteceu em São Paulo/SP, onde o Obelisco do Ibirapuera foi iluminado com luzes rosas, fazendo alusão ao movimento iniciado nos EUA. Com o passar do tempo, o Outubro Rosa se popularizou muito aqui pelo Brasil, com muitas outras cidades que também começaram a iluminar seus monumentos.

 

Autoexame das mamas, um toque importante para prevenção

Tocar-se ainda é um tabu para muitas mulheres, devido a diversos preconceitos que vêm, por exemplo, de ideias ensinadas pelos pais durante seu crescimento, assim como pode vir de teorias religiosas que inibem as mulheres, fazendo-as pensar que tocar em certos pontos de seu corpo são coisas proibidas, feias, ou até mesmo pecaminosas.

Mas fiquem sabendo, minhas amigas, que não é errado você examinar seus seios e conhecer seu corpo muito bem. Aliás, esta é a principal forma de detecção da doença e, consequentemente, faz com que você tenha mais cedo o diagnóstico do câncer de mama. Tenha sempre em mente de que o autoexame periódico é uma chave para sua saúde.

Outro ponto importante para você tomar seus cuidados preventivos com frequência é avaliar o seu histórico familiar. As chances de uma mulher ter câncer de mama são maiores quando alguém da sua família (principalmente mãe ou irmã) já sofreu com essa doença.

Para você ter ideia, um estudo divulgado pelo INCA (Instituto Nacional do Câncer) revelou que a estimativa de ocorrência do câncer de mama, entre os anos de 2016 e 2017, é de 57.960 novos casos, ficando atrás somente do câncer de próstata, estimado em 61.200 novos casos.

Então, TOQUE-SE! Não existe uma garantia de que o câncer de mama seja identificado somente com o autoexame das mamas, mas é importante que você tenha este hábito, pois isso aumenta as chances de detectar precocemente a doença. Saiba que aproximadamente 95% dos casos de câncer de mama têm cura, quando diagnosticados precocemente.

 

Mamografia, outro hábito indispensável

Dói? Sim, um pouquinho, mas é para o seu bem! Além disso, depende de cada mulher, pois algumas sentem menos dor, outras mais...

Se você fez o autoexame das mamas e percebeu qualquer sinal diferente, seja algum carocinho ou alguma manchinha na pele dos seus seios, não perca tempo e consulte logo um mastologista. É este profissional que vai indicar quais os demais exames necessários para descartar ou comprovar a ocorrência do câncer de mama.

A mamografia é o exame mais importante para saber se está tudo bem com seus seios, pois é o único exame que consegue diagnosticar os casos iniciais do câncer de mama. Deixe de lado o medo de sentir dor e veja algumas dicas para fazer sua mamografia:

  • Procure não fazer a mamografia se seu corpo estiver com retenção de líquido.

  • Faça a mamografia 7 dias depois da menstruação, pois é a época em que os seios estão menos sensíveis.

  • Não faça a mamografia durante a TPM.

  • Se você costuma sentir muita dor, pode usar um analgésico cerca de 2 horas antes da realização do exame.

  • Se você nunca precisou fazer mamografia, comece a fazer a partir dos 50 anos.

  • Ouça seu médico: faça a mamografia anualmente ou bianualmente, conforme a indicação dele.

  • No dia de fazer a mamografia, não use hidratantes, desodorantes, talcos, pomadas ou perfumes na região dos seios e das axilas, pois pode dar alguma alteração nas imagens obtidas pelo mamógrafo.

A Clínica Ariane Novello abraça a luta contra o câncer

Toda mulher merece cuidado, carinho e proteção. E estes cuidados se redobram quando você passa por uma experiência tão desafiadora quanto a luta contra o câncer. Por esse motivo, as profissionais da Clínica Ariane Novello são engajadas nesta luta, em especial depois que você já venceu a doença e precisa de apoio para recuperar sua autoestima, sua alegria de viver e o amor pelo seu corpo.

Desenvolvemos um programa social para mulheres que já tiveram câncer de mama e precisaram passar pela mastectomia, a cirurgia de remoção parcial ou total da mama. Trata-se do serviço gratuito de reconstrução de aréola, com uma técnica chamada de micropigmentação paramédica.

O processo constitui-se da implantação de pigmentos não-alergênicos na camada subepidérmica da pele, redesenhando o mamilo removido na mastectomia, de forma que fique muito parecido com o mamilo da outra mama, inclusive com a mesma coloração.

Se você precisou passar pela mastectomia e venceu o câncer de mama, entre em contato conosco para saber mais sobre o nosso programa para reconstrução de aréola e conte conosco para recuperar sua autoestima.

Você gostou deste artigo? Então compartilhe agora mesmo com suas amigas e convide-as para levantar juntamente conosco a bandeira de luta contra o câncer de mama. Vem com a gente!

Compartilhe:
Confira as últimas novidades do Blog Ariane Novello
Top